KIM JONES CELEBRA 75 ANOS DE DIOR

sábado, 22 de janeiro de 2022

 Por Ednaldo da Fonseca

Ontem, 21, em um dia simbólico para a Dior, o aniversário de Christian Dior, e também num ano muito especial em que a maison completa 75 anos, o diretor criativo do segmento masculino Kim Jones apresentou a coleção outono-inverno 2022-2023 inspirada no legado da marca e na arquitetura parisiense adorada pelo fundador. 

Foto: Gerson Lirio

Os modelos desfilavam enquanto o áudio de uma entrevista de Christian Dior era ouvido, eles exibiam os looks numa reconstrução belíssima da Ponte Alexandre III como cenário. E como definir um show tão expressivo que dialoga tanto com os signos da marca? Elegância e riqueza em detalhes certamente seriam bons termos para isso. Mas não uma elegância nostálgica apenas ou indiferente com nosso tempo. Vimos uma Dior masculina respeitosa à sua história mas muito atenta ao seu entorno. Kim Jones esteve atento à propositura de um homem mais desconstruído mesmo optando majoritariamente pelo clássico em paleta de cores suaves e peças atemporais: o styling fez a diferença nessa conjuntura, com aspectos arrojados visivelmente urbanos como os detalhes em animal print (que também vimos na Paris Fashion Week na jovem maison AMI, falei aqui no Last Look a respeito). Ao France 24, o estilista falou sobre como ainda é difícil romper os padrões ditos como masculinos, assim estabelecidos. “Existem 40 países no mundo onde se você se vestisse assim, seria morto”, afirma. “As roupas masculinas não mudaram muito desde a década de 1940”. Com grande experiência e talento também para coleções femininas – ele é o diretor criativo das coleções femininas da Fendi – o britânico oferece uma grande contribuição para uma moda mais aberta e menos opressora no quesito gênero, oferecendo looks com uma postura transgressora bastante sutil mas digna de nota. Aos amantes de moda, algo belíssimo e inspirador! Na beleza, o show contou ainda com o trabalho dos talentosos Guido Palau e Peter Philips. 

Foto: Gerson Lirio

A seguir, trago cinco destaques da apresentação com os cliques luxuosos do fotógrafo brasileiro Gerson Lirio


Collab com Birkenstock: confirmado pelo próprio Thibo Denis, designer dos calçados masculinos Dior, modelos apresentaram calçados Dior by Birkenstock. Mais uma collab ousada e criativa de Kim Jones.

Foto: Thibo Denis / Reprodução Instagram

Foto: Thibo Denis / Reprodução Instagram

Foto: Thibo Denis / Reprodução Instagram

Clássico x moderno: peças ou acessórios clássicos e modernos são apresentados conjuntamente para encontrar um equilíbrio no look final. Alguns itens que remetem muito à alta-costura são vistos com elementos esportivos e atitude contemporânea com tênis e cueca à mostra, por exemplo.  

Foto: Gerson Lirio

Foto: Gerson Lirio

Foto: Gerson Lirio

Chapelaria em alta: grande parte do casting usou a tradicional boina francesa, celebrando, inclusive, os 25 anos de trabalho de Stephen Jones na chapelaria Dior.  

Foto: Gerson Lirio

Foto: Gerson Lirio

Bolsas: o homem moderno e sempre elegante da Dior usa bolsas sim e isso é maravilhoso. Os tamanhos e propostas são variados mas tudo dialoga com a assinatura Dior – sofisticação!

Foto: Gerson Lirio

Foto: Gerson Lirio

Foto: Gerson Lirio

Foto: Gerson Lirio

Foto: Gerson Lirio

Foto: Gerson Lirio

Tendência comfy: abraçada por diversas marcas desde o início da pandemia, a Dior segue a linha que prioriza o conforto, a praticidade e a facilidade.

Foto: Gerson Lirio

Foto: Gerson Lirio


Mais sobre moda? Me acompanhem no Instagram: @ednaldodafonseca


Nenhum comentário :

Postar um comentário